10.06.2015

Você mora

Você mora
No meu silêncio duradouro
No meu olhar distante
No meu sorriso inesperado
Na minha lembrança
Nos meus sonhos de menina moça
Na beleza do pôr do sol
Você mora na vontade de ver você
De abraçar o abraço certo
De dizer a palavra certa
De chorar a lágrima sincera
De sorrir o sorriso que brilha
E o olhar que espera
O carinho guardado
Sentimento puro
Independente e só
Onde os significados se tornam pessoas
Muito poucas
E não podemos mudar sua condição de ser
Você mora.

Fer Perl©